Domingo, 9 de Setembro de 2012

Gratidão





Chama arde


sinto gratidão pelo que deixei e nunca me deixas-te
pela minha revolta de vida
onde quis um novo começar
e encontro-me no ponto de partida
Caso para se dizer que "Bom filho a sua casa torna"
Aqui estou eu com um singelo Obrigada
por nunca teres deixado minha morada
Eu que parti sem nada dizer
E volto sem avizar sequer
Sou como o vento
que nasce e morre sem dar a entender
Sou como o passaro
Que emigra nos recantos da alma
E volta quando sente que minha dor reclama
A casa que tanto carinho me dão
aqui estou eu de novo
Não prometendo ter de partir
Depende do meu sentir
da minha forma de estar
do vento que me leva
Ou até mesmo das ondas do meu verbo amar
ele que sem piedade
faz com que minha chama arda ou apague



                                                                                                                                                               Alzira Macedo


publicado por Alzira Macedo às 19:06
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.Ouve e relaxa

<

.posts recentes

. Puro sentimento

. Uma manha de lucidez

. Um Devaneio em alto mar.....

. Senti, escrevi

. A poveira

. Fragil, mas voltei...

. De Passagem

. Para ti Amiga

. Gratidão

. Te Lembro Amiga

.arquivos

. Julho 2014

. Outubro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011