Segunda-feira, 14 de Outubro de 2013

Um Devaneio em alto mar...

Poesia em video é uma aposta recente e que irei partilhar com todos vós
aqui vai o primeiro de alguns já feitos...
Aguardo vossos comentarios...

PS: Não se esqueçam de desligar o player do lado esquerdo do blog
para melhor usufruirem da musica do video em questão
 
 


Mera ilusão ou não…

 

Sou a que nasceu para a vida
para remar contra todas as marés
Repor todo o equilíbrio no mundo
este de nascer,
viver e repartir, sem deixar rastos
Sou companheira do sonho,
amante da ilusão
madrasta das estrelas
gémea da lua
boémia no meu pensar
sou o arco-íris do sorriso
sou sombra do sol
fogo na chuva
sou contraditória da história
sou o que mostro e o que não vês
sou as ondas do mar, que vem beijar teus pés
sou vento passageiro
sou lágrima contida
sou gemido proferido no momento de amar
sou semente num campo de lírios
sou rouxinol em meu cantar
sou a névoa da madrugada e filha da aurora
sou devaneio vestida de mulher
despida de todo preconceito
quando escrevo não sou eu
até sou
simplesmente eu
a que nasceu para a vida e não, quem conheces
sou sonhada por alguém
e encontrada por ninguém




Poema de Alzira Macedo
Realisação do video de Samuel Henriques

publicado por Alzira Macedo às 08:29
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 8 de Outubro de 2013

Senti, escrevi

 

 



O sentir do momento


Águas calmas vão-se movendo

Fazem as ideias dançar

Um ritmo de ternura

que faz o ambiente modificar
mesmo em alto mar...
Precisas de paz de espirito
vem te recolher
desfrutar do infinito e do misterio
escondido,
aos olhos do mundo da invasão
passeia na tentação
dessa libertação
o mar e eu
eu e o mar
não existe diferença
apenas no teu observar...




                                                                                                                                                                      Alzira Macedo

publicado por Alzira Macedo às 10:03
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 6 de Outubro de 2013

A poveira

 
 
 
Image and video hosting by TinyPic

A poveira

Não sou filha de marinheiro
mas, sinto a marezia em mim...
Sou filha do vento
levando esta revolta
dos mal amados, dos incompreendidos,
de onda em onda, de maré em maré,
deixo-me navegar em alto mar;
Observando-te com olhar matreiro
como se de ti quizesse fugir...
Como se contigo,
senti-se a vontade de brincar
em teu corpo, sinto-me moldar
e por fim em ti me deitar
 lindo mar
serei...
 Sereia,  sem canto, sem magia
despertando em tuas aguas
o sentir da minha paixão
deixar ouvir meu coração,
As nuvens de ilusão
envolvem-me
no meu gemer, tento soltar-me
desta solidão
que a lua, ilumina com seu olhar serena
de quem tudo sabe, tudo entende
as estrelas cintilantes fazem este quadro magico;
O ceu, o cobertor aconchegador
desta linda historia de amor,
entre ti mar e eu
vem ao meu encontro
que o tempo passa por nós
minha saudade é a tua voz
que me faz comever
e para ti escrever...




Alzira Macedo
(apoveira)


publicado por Alzira Macedo às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Fragil, mas voltei...

 

 




Apenas dou asas ao pensamento...
Á imaginação...
Sonho , idealizo...
Amo a minha liberdade fragil e volatil
quero ser eu,  dona de mim
é querer demais, nesta vida tão curta...
coração e razão descordam
tanta vez sem fim...
persigo
um caminhar fragil
irei conseguir...
tantos obstaculos terei de enfrentar
coragem...
dias virão em que irei alcansar
é meta a conquistar...



Alzira Macedo
Geloux 01/10/2013




publicado por Alzira Macedo às 01:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.posts recentes

. Um Devaneio em alto mar.....

. Senti, escrevi

. A poveira

. Fragil, mas voltei...

.arquivos

. Julho 2014

. Outubro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011